Anime Friends 2013

Olá pessoas virtuais! Sim ainda estou vivo, e depois de mais uma sumida venho falar um pouco sobre uma viagem que fiz, e que já esperava há alguns anos. Anime Friends!

Muito bem, era o começo de mais um ano e um amigo com família em São Paulo me convida para uma certa feira de anime e cultura japonesa que acontece na grande metrópole. Eu tenho 3 ataques cardíacos antes de aceitar, e é basicamente assim que eu e mais dois outros amigos saímos de Goiânia e fomos parar no Campo de Marte em São Paulo!

Anime-Friends-2012-logo

Antes tenho que dizer que desde muito tempo já conheço a fama da feira, e desde o segundo ano do ensino médio (2009) já sonhava em ir para a Anime Friends, conhecido também como o maior evento, do tipo, da América Latina. E foi esse ano que finalmente consegui concluir essa jornada, me sinto como um mestre pokémon *-*. Enfim, não vou contar como foi passar horas no ônibus, e bem menos tempo no avião, ou sobre o frio e essas coisas, vamos direto ao que importa e dizer o que eu achei de tudo o que vi. Afinal, sei que centenas de pessoas queriam estar em um desses eventos anuais, mas não moram em São Paulo, ou perto. Só digo que, se você realmente quer, junte uma grana e fique de olho nos sites de empresas aéreas até encontrar um voo com desconto, fica a dica, quanto mais antecipado mais barato.

DSC02867

Chegamos! Era o primeiro dos quatro dias que passaríamos perambulando até os joelhos e pés sangrarem, pulando nos shows e bebendo coquetéis medievais com nomes que lembrassem Game of Thrones, Senhor do Anéis e Harry Potter. A primeira coisa que se vê é uma fila gigantesca pra entrar no evento, e graças a nossa organização já tínhamos comprado os ingressos antecipados, então era só caminhar por toda a fila de quem iria comprar o ingresso ali na hora e sentir pena deles por terem que ficar horas em baixo do sol quente (fotos no fim do post)

Ao entrar no evento em si havia um pequeno palco aberto, que ficava longe do resto do evento e acabava sendo constantemente esquecido pelo trio de viajantes que protagonizam essa aventura. Palco ao qual acabamos visitando só no último dia, em que houve uma conversa com os dubladores do recém dublado Cavaleiros do Zodíaco Ômega, e a exibição exclusiva da metade do primeiro episódio. Sim metade, agora imagine ver o episódio, ficar todo animado e na melhor parte eles param e falam que não são permitidos a passar mais. Frustrante? Sim, bastante.

Bem, voltando para o primeiro dia. Ao lado desse palco menor havia uma fila gigantesca de várias e mais várias tendas, que iam da entrada do evento, até o grande palco no fim da área ocupada pela Anime Friends. Palco no qual se apresentariam Jam Project, Chihiro Yonekura, e várias outras apresentações que nós 3 não pudemos aproveitar por já terem acontecido nos primeiros quatro dias do evento. Sim, se eu não falei até agora nós fomos apenas na segunda metade do evento, afinal grana é algo limitado.

DSC02812

Embaixo dessa fila inicial de tendas haviam as lojas de grandes empresas, como a Panini, Copag, Mattel, até um dos eventos dentro da Anime Friends, a Jedi-Con, aconteceu ali. Mas as tendas e lojas não acabavam por aí, ao lado direito estava a área de alimentação, onde você escolhia se se alimentava ou levava pra casa mais broches e blusas e Action Figures, etc etc etc. Meus amigos apostaram na alimentação, mas eu aderi à fotossíntese e deixei a grana pra gastar na segunda sessão de stands de vendas.

E lá estava ela, brilhando com todas as diversas lojas que a primeira vista pareciam ser uma mina do tesouro esperando para ser desvendada. Depois do alongamento era partir pro meio da multidão e aproveitar da sua altura, se você for alto é claro, pra ver alguma coisa das lojas por cima da cabeça das pessoas que tampavam as vitrines inferiores. Apesar  dessa situação só ter acontecido nos últimos dois dias do evento. O primeiro dia que fomos estava praticamente vazio, podíamos andar vendo o chão e passar por todas as lojas em questão de poucos minutos, era uma maravilha, apesar que por algum motivo os dias mais divertidos são os mais lotados, principalmente se metade da população dali for de cosplayers (confiram a seleção de alguns dos melhores cosplays do evento no fim post).

DSC02717

Logo depois dessa segunda sessão de lojas que tinham desde lojas de blusas de animes/games/frases nerds etc, roupas medievais, action figures, chaveiros, pelúcias, havia a sessão games, que contava também com uns quiosques em que algumas pessoas trabalhava, em esculturas de personagens de games, algumas já feitas e expostas para sua admiração e outras ainda sendo esculpidas pelos caras lá na hora mesmo.

Ao redor disso tudo havia computadores e diversos consoles pelas paredes pra você entrar na fila e se divertir jogando mario kart, bomberman, e diversos jogos clássicos que ninguém nunca se cansa. E no fundo disso tudo um palco com um telão que passava alguns jogos que aconteciam ali na hora, e o lançamento do novo jogo da desenvolvedora Crytek, a mesma produtora de Crysis® e Farcry®, o Warface, o primeiro jogo da próxima geração de FPS traduzido para o português e com servidores nacionais, que até mesmo distribui brindes pelo evento, durante todos os dias que estivemos lá.

Bem isso era basicamente toda a enorme estrutura do evento. Agora vamos ao que eu achei disso tudo.

Bem cada um tem o seu foco dentro desses eventos. alguns gostam de ir pra tirar fotos dos cosplayers, outros pra torrar as economias em bonecos, blusas e tudo o que o evento tiver a oferecer, outros curtem assistir os shows, palestras, etc.. Eu particularmente estou no grupo dos gastadores e fotógrafos de cosplayers, por isso vou falar primeiro de como foi esse aspecto do evento.

Bem, quanto a quantidade de stands eu não posso reclamar, havia realmente bastante lojas marcando presença, mas por mais que houvessem dezenas de banquinhas, o quesito variedade era deixado de lado. Era muita coisa do mesmo, muitas lojas vendendo as mesmas traquitanas, se tornando um verdadeiro processo de pesquisa e busca encontrar algo diferente no meio de tanta coisa. Eu esperava encontrar muita coisa nova e diferente que não vejo nos eventos que acontecem aqui em Goiás, mas no fim acabei bastante decepcionado, no geral não havia muito o que se aproveitar nessa questão. No fim compensava mais juntar o dinheiro e gastar comprando coisas pela internet, mesmo tendo que cobrir o frete.

Cosplayers, esses estavam lá aos rodos, pelo menos nos últimos dois dias, era tanta gente vestida de outras gentes, que seus olhos mal conseguiam absorver tantas cores, era um festival de crossovers acontecendo na sua frente enquanto seu dedo indicador tinha um ataque epilético sobre o botão da máquina fotográfica tentando pegar uma imagem de cada um deles. E aqui vai uma dica, sempre confira, SEMPRE CONFIRA, se a bateria da sua câmera está realmente carregada, estando alerta caso ela seja daquelas câmeras “trolls” que ficam com todos os três “piques” de bateria cheios, até que um minutos antes de começar a sessão paparazi esses três piques se transformam em um pela metade, e você comece a chorar por estar nos primeiros 10 minutos do evento e os cosplayers continuam a aparecer na sua frente, uns melhores que os outros. Não que isso tenha acontecido comigo, não, nada disso,,,,

Quanto aos shows, ao menos os que eu vi, foram muito divertidos, imagino que pra quem tinha ido em todas as edições do evento ver o Jam Project pela milésima vez cantando as mesmas músicas tenha sido um saco, menos a primeira e clássica abertura de One Piece é claro, vocês tinham que ver todo mundo pulando e cantando ao mesmo tempo, foi lindo! Assim como a galera fazendo o “L” do Laxus enquanto a Chihiro cantava seu encerramento de Fairy Tail.

Então é isso, essa foi a minha experiência indo ao Anime Friends, admito que minhas expectativas eram maiores, mas é realmente difícil superar uma idealização de anos, mas a organização era ótima, faltava um panfleto ou um mural explicando as horas de cada evento e palestra certinho, na verdade vários desses, espalhados por todo canto, o preço da comida era bem acima do esperado também, o que foi um problema para os meus colegas que comeram. Então no geral a falta de variedade de coisas pra comprar e até fazer e esses outros probleminhas citados acabaram tornando o evento menos do que eu esperava.

Mas como eu disse no começo, se você realmente quer ir, junte um grupo de amigos, alguém que tenha família ou more em SP, de preferência, ou mesmo um hotel barato e perto do local do evento, que costumam ser bem acessíveis por metrô, e vão em frente. Planejem tudo, saibam o lugar, o preço das coisas, tenham um plano de como chegar lá, e levem grana, muitas delas, e também pesquisem lugares legais pra conhecer em São Paulo, pode apostar que tem muita coisa mais legal na cidade em si do que no próprio evento.

Essa foi a descrição da minha experiência indo pela primeira vez na Anime Friends, Se você já foi escreva aí o que achou no comentários. E se não foi comece a encher o porquinho, mesmo que não seja tão caro como todos pensam. E confiram abaixo algumas fotos do evento e os sortudos seleciondos pelo cabeça do cabeçalho como: “Melhores cosplayers que pude tirar foto antes da câmera descarregar!” (Clique nas imagens para ampliá-las).

DSC02539 DSC02579 DSC02639 DSC02699 DSC02704 DSC02711 DSC02766 DSC02773 DSC02778 DSC02787 DSC02793 DSC02798 DSC02800 DSC02811 DSC02870 DSC02872 DSC02875 DSC02881 DSC02883 DSC02885

DSC02565 DSC02574 DSC02691 DSC02734 DSC02838 DSC02849

Anúncios

2 respostas em “Anime Friends 2013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s